Plano de Projeto

Plano de Projeto2018-12-13T21:50:23+00:00

IMPLANTAÇÃO DO MODELO DE JUSTIÇA RESTAURATIVA E CÍRCULOS DE PAZ NAS ESCOLAS DOS TERRITÓRIOS DO POD JUVENTUDE (BID/POD)

PLANO DE PROJETO APRESENTAÇÃO

O presente documento corresponde ao “produto” previsto para entrega em maio de 2018 no cronograma de execução do Contrato nº 03/2018, que tem por objeto a prestação de serviço em epígrafe, e resultado do detalhamento do plano de trabalho apresentado pela Escola da AJURIS com vistas ao atendimento das demandas do termo de referência respectivo, conforme correspondência datada de 22 de janeiro de 2018. Recapitulando o que constou dos objetivos específicos do Termo de Referência, o presente plano visa a (a) implantar as Práticas Restaurativas denominadas Cículos de Construção de Paz em Escolas e Centros da Juventude dos 6 territórios do POD, o que deverá ocorrer mediante (b) a capacitação e supervisão da atuação da equipe de 20 formadores designados pel contratante, os quais, por sua vez (c) responderão pela meta de formar 1.200 facilitadores junto às comunidades escolares e rede de proteção à infância e juventude do entorno das escolas e centros da juventude, até, finalmente, (d) implantar Núcleos de Referência em práticas restaurativas nos 6 Centros de Juventude, em apoio à atuação dos Núcleos congêneres a serem implantados nas Escolas dos territórios POD. As atividades previstas deverão seguir o cronograma e ser desenvolvidas em atendimento ao plano de etapas e necessidades adiante dispostos. I.

INFORMAÇÕES GERAIS

1. Equipe da Escola da AJURIS:

A Equipe de Instrutores e de apoio técnico e administrativo da AJURIS será composta das seguintes pessoas:

  • Coordenação Técnica: Leoberto Brancher
  • Instrutoras – Supervisoras: Katiane Boschetti da Silveira e Rafaela Duso
  • Secretárias: Gabriele Hamsel e Joice de Olivieira
  • Assessoria Pedagógica – Ingrid Finckler Cavion
  • Assessoria de Gestão – Helena Scheuermann
  • Assessoria de Comunicação – Nair Martinenko
  • Assessoria de Monitoramento e Avaliação – Guilherme Nogueira

2. GLOSSÁRIO

  • Coordenação Técnica – Coordenação das Formações pela Escola da AJURIS
  • Coordenação Institucional – Coordenação Política e Administrativa pela Secretaria de Justiça
  • Instrutores-Supervisores – Integrantes da Equipe de professores da AJURIS
  • Multiplicadores – Formadores – Integrantes (20) da equipe da contratante)
  • Multiplicadores Contratados / Consultores – São os 6 consultores contratados para atuarem nas 6 regiões, como parte dos 20 multiplicadores da contratante.
  • Multiplicadores do Quadro / Servidores – São os 14 multiplicadores oriundos dos quadros do contratante ou colaboradores de instituições parceiras.
  • Lideranças Restaurativas – Equipes Diretivas e Parceiros apoiadores nos territórios
  • Facilitadores de Paz – Facilitadores treinados em práticas não-conflitivas
  • Facilitadores Restaurativos – Facilitadores treinados em práticas conflitivas
  • Atividade de Gestão – encontros ou tarefas relativas ao alinhamento e gestão interinstitucional e interpessoal
  • Formação Multiplicadores – encontros formativos destinados aos formadores
  • Formação de Campo – atividades formativas a serem desenvolvidas pelos formadores junto às comunidades escolares.
  • Parcerias (stakeholders) Institucionais – Representações das parcerias envolvidas na implementação do projeto no nível macro-institucional.
  • Parcerias (stakeholders) Comunitários – Representações das parcerias envolvidas na implementação do projeto nos territórios.

II. FORMAÇÕES A SEREM DESENVOLVIDAS

O sumário e especificação de cada modalidade formativa seguem a proposta apresentada em 22 de janeiro de 2018, e encontram-se detalhadas nos planos de curso anexos.

O plano de projeto tem por base a formação de uma equipe de 20 multiplicadores designados pela contratante, através dos quais, com suporte pedagógico e apoio operacional da contratada, serão oferecidas as demais atividades formativas e atingidas as metas definidas no Termo de Referência.

Com isso, o plano de projeto se desdobrará nas seguintes atividades formativas:

Formação dos Multiplicadores

  • Formação básica e alinhamento
    • Prática Supervisionada
  • Formação de Multiplicadores da Formação Básica
    • Prática Coadjuvada
    • Prática Supervisionada
  • Formação Avançada
    • Prática Supervisionada
  • Formação de Multiplicadores da Formação Avançada
    • Prática Coadjuvada / Supervisionada

Formações pelos Multiplicadores nas Comunidades

  • Formação de Lideranças – Oficinas (Coadjuvadas pelas Instrutoras da AJURIS)
  • Formação Básica – Formação de Facilitadores de Paz (aplicações não-conflitivas)
    • Prática Supervisionada
  • Formação Avançada – Formação de Facilitadores Restaurativos (aplicações conflitivas)
    • Prática Supervisionada

III. DESENVOLVIMENTO DO PROGRAMA

O presente plano de projeto consiste num amplo Programa de Formações, tendo por foco preliminarmente a formação de uma equipe de 20 multiplicadores e, por intermédio deles, a oferta de formações básicas para facilitação de círculos de construção de paz nas comunidades escolares abrangidas. Estas formações de campo objetivam alcançar um total de 1.200 facilitadores de paz, dentro os quais se propõe também que 300 alcancem a formação avançada como facilitadores restaurativos.

O desenvolvimento do programa como um todo está pautado pelas atividades formativas a seguir relacionadas. Etapa a etapa, as metas do projeto irão sendo paralelamente implementadas, mediante a efetivação de atividades que, em seu conjunto, compõem o programa de formação em serviço para a equipe de multiplicadores. Cumpridas as etapas formativas estes, ao final, serão certificados como instrutoressupervisores, grau máximo de certificação concedido pela contratada, com status equivalente à da própria equipe de instrutores-supervisores que atuará como formadores ao longo do programa.

1. MOBILIZAÇÃO INICIAL – ABRIL E MAIO DE 2018 – período dedicado às contratações, ajustes de planejamento e alinhamentos internos e interinstitucionais.

2. FORMAÇÃO BÁSICA (CÍRCULOS NÃO-CONFLITIVOS) / ALINHAMENTO DOS MULTIPLICADORES – 40h – MAIO – 21 A 25 A primeira atividade formativa, ainda em maio (21 a 25) reunirá a equipe de multiplicadores, retomando a formação básica (20h, dias 21 a 23), e proporcionará o alinhamento e planejamento das atividades iniciais (20h, dias 24 e 25),

3. PRÉ-DIVULGAÇÃO – MAIO / JUNHO – No período entre a formação básica / alinhamento e o Seminário de Lançamento, os multiplicadores visitarão os Centros da Juventude e as Comunidades Escolares a serem envolvidas, tendo por objetivo divulgar o Seminário, bem como valer-se da oportunidade para uma introdução inicial da proposta de trabalho, desde logo pré-agendando visitas posteriores para a realização dos encontros de sensibilização, incluindo as Oficinas de Liceranças (que servirão como divulgação e quando realizados em círculo também como práticas supervisionadas).

4. WORKSHOP DE SUPERVISÃO COM A PROF. KAY PRANIS – 12h – JUNHO 18 e 19 – A Escola da AJURIS proporcionará 20 vagas para a equipe de multiplicadores em formação participarem do Workshop de Supervisão de Círculos de Construção de Paz que estará promovendo em Porto Alegre.

5. SEMINÁRIO DE LANÇAMENTO – 12h – JUNHO 20 E 21 – O lançamento do Projeto ocorrerá em Seminário Internacional pela Justiça Restaurativa e Construção de Paz na Educação, a realizar-se nos dias 20 e 21 de junho de 2018. Participação da Profa. Kay Pranis e tradutora ao longo dos dois dias, com conferências de abertura e de encerramento. Ao longo da programação, será apresentado o plano do projeto e realizados painéis com relatos de experiências com práticas restaurativas em escolas, em diferentes cidades e com experiência de outros Estados.

6. OFICINA DE ALINHAMENTO COM A PROF. KAY PRANIS – 6 h – JUNHO 22 – Encontro interno para as equipes de Instrutores, Multiplicadores e Stakeholders, visando a compartilhar o plano do projeto com a Professora, discutir e colher orientações sobre as práticas em ambiente escolar e sobre o uso do material didático.

7. SENSIBILIZAÇÃO – ARREGIMENTAÇÃO COMUNIDADES PARCEIRAS – CÍRCULOS DE APRESENTAÇÃO – A PARTIR DE JUNHO AO LONGO DE TODO O PROJETO – Seguem-se atividades práticas supervisionadas, consistentes na realização de visitas e encontros nos Centros da Juventude e Comunidades Escolares para apresentação da proposta, com ênfase na realização de vivências experimentais da metodologia dos Círculos de Construção de Paz.

8. OFICINAS DE FORMAÇÃO DE LIDERANÇAS – COMUNITÁRIAS E Es ESCOLARES 8 h/a, com versão compacta para 4 h/a- A PARTIR DE JUNHO E AO LONGO DE TODO O PROJETO – As Oficinas de Formação de Lideranças Restaurativas Escolares terão carga horária de 8 ou 4 horas ( carga horária reduzida visando a proporcionar maior facilidade de adesão); Terão dois planos distintos, considerando o tempo de duração de 8h/a ou 4h/a.

9. FORMAÇÕES DE FACILITADORES DE PAZ PARA EQUIPES DIRETIVAS – CICLO I – COADJUVADO – 19 E 20 DE JULHO – Pela equipe da AJURIS / Coadjuvadas – As primeiras 6 turmas de treinamento de facilitadores será dirigida a integrantes das Equipes Diretivas das Comunidades Escolares a serem beneficiadas pelo Projeto. A atividade servirá também como estratégia de integração e engajamento dessas lideranças no projeto, dando início ao processo de mobilização das comunidades escolares para participação nos cursos regionalizados que iniciarão após as férias escolares, em agosto. Observações: (1) a carga horária de 20 horas consistirá em 2 dias de 8 horas, complementados por um período vespertino / noturno (4h) no dia 19.07, com evento de confraternização e aula expositiva com o conjunto dos alunos reunidos no auditório. (2) Considerada a necessidade de formação simultânea para essas 6 turmas, a equipe da AJURIS disporá de 5 instrutores, sendo o 6º selecionado entre os multiplicadores contratados que já disponha de tal formação. (3) a participação dos multiplicadores em formação já contará como estágio prático antecipando-se à futura formação básica de formadores (item 10)

10. FORMAÇÃO DE MULTIPLICADORES DA FORMAÇÃO BÁSICA – 40 h/a – 6 A 10 DE AGOSTO – Essa formação tem como pré-requisito a realização da prática de pelo menos 10 Círculos pelos 6 multiplicadores / consultores individuais, e de pelo menos 3 Círculos pelos demais multiplicadores em formação.

11. FORMAÇÃO AVANÇADA (CÍRCULOS CONFLITIVOS) PARA OS MULTIPLICADORES – 24 h/a – 24 A 26 DE SETEMBRO – Essa formação é um complemento da formação básica, e visa capacitar os multiplicadores a intervenções em situações de maior complexidade, com a resolução de conflitos e problemas. Visa habilitar a equipe a intervir, durante o período em que estarão ocorrendo as formações de facilitadores de paz nas comunidades, quando haja demanda de intervenção em situações mais complexas, como forma de divulgação e sensibilização das demais aplicações da metodologia.

12. FORMAÇÕES DE FACILITADORES DE PAZ – CICLO II – A CARGO DOS MULTIPLICADORES – 20 h/a presenciais – AGOSTO A DEZEMBRO DE 2018 – As formações de facilitadores de paz prosseguem a cargo dos multiplicadores já treinados, com as turmas iniciais sendo coadjuvadas por instrutores da AJURIS (até completar o total de 18 turmas coadjuvadas). Serão 5 formações para cada região, consistindo na formação presencial (20h) em turmas quinzenais, entre agosto e outubro, seguidas de 4 encontros de supervisão, voltados à efetivação das práticas mediante a aplicação do material didático Círculos em Movimento. Somando com o Ciclo I, até o final de 2018 terão sido realizadas 36 turmas, com a oferta de 900 vagas para facilitadores de paz nas comunidades escolares.

13. FORMAÇÕES DE FACILITADORES DE PAZ – CICLO III – 20 h/a – A CARGO DOS MULTIPLICADORES – FEVEREIRO A ABRIL 2019. – Idem ao ciclo anterior, com a possibilidade de abrirem-se outras 6 turmas por região, ou 36 turmas, perfazendo um total de mais 900 vagas. Somadas às 900 dos Ciclos I e II, serão disponibilizadas 1.800 vagas, de forma que mesmo com um aproveitamento em torno de apenas 65% das vagas será atingida a meta do projeto, que visa a forma 1.200 facilitadores.

14. ESTÁGIOS PRÁTICOS SUPERVISIONADOS PARA FACILITADORES DE PAZ NAS COMUNIDADES – 4 ENCONTROS – 10h/a, sendo 2 e 1/2 h cada encontro – A PARTIR DA REALIZAÇÃO DO CURSO BÁSICO – Os encontros de supervisão visam a orientar a aplicação das práticas restaurativas em situações do cotidiano escolar. São atividades presenciais, a cargo da equipe de multiplicadores contratados, eventualmente coadjuvados por multiplicadores do quadro (cumprindo a carga horária para a respectiva certificação). Os encontros serão orientados à prática dos roteiros previstos no material didático para situações não-conflitivas (Módulos I a X. do Manual Círculos em Movimento).

15. FORMAÇÃO DE MULTIPLICADORES DA FORMAÇÃO AVANÇADA – 24 h /a – JANEIRO 2019 – Essa formação tem como pré-requisito a realização da prática de pelo menos 5 casos conflitivos pelos multiplicadores de referência / consultores individuais, e de pelo menos 3 Círculos pelos demais multiplicadores em formação. O objetivo é habilitar a equipe para darem sustentabilidade e continuidade a todas as atividades formativas previstas no projeto, restando com isso aptos a formarem novos facilitadores restaurativos – para atuação em situações conflitivas.

16. FORMAÇÃO AVANÇADA PARA NOVOS FACILITADORES RESTAURATIVOS (SITUAÇÕES CONFLITIVAS) NOS CENTROS DA JUVENTUDE – COADJUVADAS PELA EQUIPE DE INSTRUTORAS DA AJURIS – 32 h/a – FEV A MAIO 2019 – A formação para facilitadores restaurativos será coadjuvada pelos multiplicadores, tendo por público participantes concluintes das etapas anteriores (formados com aproveitamento como facilitadores de paz). Tem por objetivo completar a formação em serviço da equipe de multiplicadores, e desde logo disponibilizar junto aos Centros da Juventude um contingente de facilitadores treinados, para servirem de apoio e referência ao trato de problemas mais complexos do cotidiano das escolas. Serão abertas duas turmas com 25 vagas por região (Centros da Juventude), num total de 50 facilitadores restaurativos por região ou 300 no total das seis regiões.

17. ESTÁGIO PRÁTICO SUPERVISIONADO PARA FACILITADORES RESTAURATIVOS NAS COMUNIDADES – 4 ENCONTROS – 10h, sendo 2 e ½ horas cada encontro – A PARTIR DA REALIZAÇÃO DO CURSO AVANÇADO – São atividades presenciais, a cargo dos facilitadores restaurativos formados. O acompanhamento das supervisões em campo, a cargo da equipe de multiplicadores dependerá de posterior avaliação, considerando as prioridades do e do prazo de expiração do programa, ressalvando-se a possibilidade de serem realizadas on line, a depender de sobras orçamentárias, e ou de forma autodidata pelos próprios facilitadores formados. Esses encontros de supervisão visam a orientar a aplicação das práticas restaurativas mais complexas, preferencialmente mantendo o foco em situações do cotidiano escolar. Os encontros deverão ser orientados à prática dos roteiros previstos no material didático para situações nãoconflitivas (Módulos I a X. do Manual Círculos em Movimento).

18. CONSOLIDAÇÃO DAS PRÁTICAS RESTAURATIVAS JUNTO AOS CENTROS DA JUVENTUDE – IMPLANTAÇÃO DOS NÚCLEOS DE PRÁTICAS RESTAURATIVAS NOS TERRITÓRIOS – AO LONGO DE TODO O PROJETO . Durante as diversas etapas formativas Multiplicadores gestionarão para que os Facilitadores de cada região – especialmente os participantes da Formação Avançada – sejam referenciados junto ao respectivo Centro da Juventude, com vistas a dar continuidade e expansão das práticas restaurativas na região. O objetivo é dar sustentabilidade de longo prazo ao projeto, estabelecendo uma oferta permanente de atividades de sensibilização, novas formações e de práticas supervisionadas. Paralelamente à consolidação das práticas restaurativas como rotina de serviço em cada Centro da Juventude, serão viabilizadas os protocolos de parceria, desenhos de fluxos operacionais compartilhados e demais documentação necessária à sua efetivação como interface dos sistemas institucionais, especialmente o Sistema de Justiça no que se refere ao atendimento comunitário ao adolescente autor de ato infracional (Lei 12.594/2012, art. 34, inc. II).

19. SEMINÁRIO DE ENCERRAMENTO – PUBLICAÇÃO DO RELATÓRIO – JUNHO 2019 – O encerramento do Projeto ocorrerá em Seminário pela Justiça Restaurativa e Construção de Paz na Educação, a realizar-se em data a ser definida, no mês de junho de 2019. O objetivo será apresentar o relatório final do projeto, com dados de registro, monitoramento e avaliação, bem como proporcionar relatos de experiências mediante painéis, banners e audiovisuais.

IV. MATERIAL DIDÁTICO Está prevista a utilização de dois diferentes materiais didáticos ao longo do projeto. Ambos os materiais serão utilizados de forma impressa e digital (via plataforma virtual), e impressos em versões compactas e completa, a fim de otimizar a aplicação dos recursos disponíveis.

1) JUSTIÇA RESTAURATIVA ESCOLAR – GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO Material de orientação para equipes diretivas e parceiros comunitários, que serão convidados a atuarem como “lideranças restaurativas escolares”, com vistas a mobilizarem e organizarem as respectivas comunidades para implementarem as práticas restaurativas nos respectivos ambientes escolares. Este material está sendo elaborado a partir de um conjunto de materiais didáticos próprios da contratada, já anteriormente produzidos, e de outros semelhantes, mais específicos de ambientes escolares, como o Modelo de Ação para Implantação das Práticas Restaurativas nas Escolas, da ONG suiça, sediada no Brasil, Terre des hommes, e o “Restorative Justice – Implementation Guide” da ONG americana, sediada em Oakland-CA. © Considerando a trajetória de experiência institucional como direito autoral personalíssimo, bem como a diversidade de outras fontes, devidamente autorizadas, nas quais se baseia a composição do presente material instrucional, inobstante sua disponibilização para livre utilização e reprodução neste projeto, bem como em usos posteriores do interesse da contratante, a contratada também reserva-se os direitos de livre disponibilidade e reprodução em outras atividades contemporâneas ou posteriores à execução do presente projeto.

2) MANUAL CÍRCULOS EM MOVIMENTO – ou GUIA DE CONSTRUÇÃO DE PAZ NAS ESCOLAS (denominação alternativa em discussão com a tradutora e autoras para o original CIRCLE FOWARD). A apresentação e justificativa para a utilização deste material, de autoria de Kay Pranis e Carolyn Boyes Watson, o qual norteia toda a concepção do presente Plano de Projeto, foi desenvolvida no bojo da proposta apresentada pela AJURIS em 22 de janeiro de 2018, à qual esse Plano de Projeto se reporta. Com relação ao aproveitamento deste material, a Parte I e do APÊNDICE servirá como base de fundamentação, devendo ser estudada e aplicada transversalmente, ao longo de todas as atividades formativas. A parte II será alcançada como orientação para as atividades práticas a serem desenvolvidas pelos Facilitadores de Paz, e a Parte III servirá do mesmo modo para orientar as práticas pelos Facilitadores Restaurativos. Os conteúdos didáticos de cada parte do Manual são os seguintes:

PARTE I
A Fundamentação Teórica para a Prática de Círculos nas Escolas
Nossos Sete Princípios Básicos
Pensando em Relações Saudáveis nas Escolas
O Poder e o Desafio dos Círculos nas Escolas
Como Funcionam os Círculos

APÊNDICE
Por que os Círculos São Importantes nas Escolas
Educando a Criança Integralmente
Educar a criança integralmente significa preocupar-se integralmente
O enfoque da Escola Integral: A importância do ambiente escolar e conexão
Preocupar-se com a criança de forma integral também envolve disciplinar a criança
Os danos não intencionais da política de tolerância zero
Disciplinar com respeito: Práticas restaurativas nas escolas
O problema de bullying
Lidando com trauma nas escolas
O benefício adicional do mindfulness/centramento

PARTE II: CONSTRUINDO UM AMBIENTE ESCOLAR POSITIVO
Módulo 1: Estabelecendo a Prática do Círculo
1.1.Apresentação do Círculo para a Equipe de Trabalho
1.2.Apresentação do Círculo nas Escolas
1.3.Apresentação do Objeto da Palavra
1.4.Círculo para Confeccionar um Objeto da Palavra
1.5.Círculo para Praticar o Uso do Objeto da Palavra
1.6.Círculo para Desenvolver as Habilidades que Precisamos Ter em um Círculo

Módulo 2: Estabelecendo e Consolidando as Normas Comunitárias
2.1.Círculo para Criar uma Sala de Aula Segura e Alegre
2.2.Círculo para Planejar Nossa Comunidade da Sala de Aula que Atenda às Nossas Necessidades
2.3.Círculo para Explorar Nossos Valores em Ação
2.4.Círculo de Consenso a Respeito dos Acordos de Sala de Aula
2.5.Círculo Para Conferir as Diretrizes: Círculo I: Definindo Nossas Intenções
2.6. Círculo Para Conferir as Diretrizes: Círculo II: Medindo a Temperatura do Clima da Sala de Aula
2.7. Círculo: Entendendo e Convivendo com as Regras da Escola

Módulo 3: Ensinando e Aprendendo Usando o Círculo
3.1 Círculo para Descobrir o que os Alunos Já Sabem
3.2. Círculo para Verificar a Compreensão
3.3 Círculo para Aumentar o Vocabulário
3.4. Compartilhando Textos dos Alunos em Círculo de Leitura
3.5 Círculo para Praticar uma Língua estrangeira – Nível Iniciante – Intermediário
3.6 Círculo para Compartilhar Reflexões
3.7 Círculo: Usando Livros de Histórias para Ensinar Valores
3.8 Círculo para Falar sobre Tarefas de Casa/Estudos
3.9 Círculo dos Três Minutos de Foco

Módulo 4: Construindo Conexão e Comunidade
4.1 Círculo de Check-In: Práticas para Construir Relacionamentos
4.2 Círculo de Celebração
4.3 Círculo para Demonstrar Gratidão e Consideração
4.4 Círculo para Manterem-se Unidos
4.5 Círculo para Discutir o Que É Amizade
4.6 Círculo: Projetando Meu Futuro
4.7 Círculo: O Que Significa Sucesso?
4.8 Círculo de Construção de Relacionamento
4.9 Círculo para Explorar as Dimensões de Nossa Identidade
4.10 Círculo: A Caixa do Gênero
4.11 Círculo: Os Elementos de uma Relação Saudável
4.12 Círculo: Escolhendo Amigos de Confiança
4.13 Construção de Time Esportivo: Círculo de Relacionamentos
4.14 Construção de Time Esportivo: Círculo para Aprofundar Relacionamentos
4.15 Círculo de Reflexão sobre Ganhar e Perder
4.16 Círculo Para Refletir Após Um Jogo
4.17 Círculo de Boas Vindas na Volta à Sala de Aula

Módulo 5: Aprendizagem Social e Emocional
5.1 Círculo para Escutar o Silêncio
5.2 Círculo: Quem e o Quê faz com que Nos Sintamos Bem?
5.3 Círculo: Lidando com as Dores Internas e Externas
5.4 Círculo: O Que Desencadeia sua Raiva?
5.5 Círculo: O que Preocupa Você?
5.6 Círculo: Previsão Diária do Tempo Emocional
5.7 Círculo: Que Sou Eu de Verdade?
5.8 Círculo Do Espaço Seguro
5.9 Círculo: Conquista das Montanhas

Módulo 6: Conversas Importantes, Mas Difíceis
6.1 Círculo: O Que Motiva Você?
6.2 Círculo: Sendo Excluído
6.3 Círculo: Vamos Falar de Bullying
6.4 Círculo: O Impacto da Fofoca
6.5 Círculo do Luto
6.6 Círculo: Resposta ao Trauma da Comunidade
6.7 Círculo: Lidando com as Perdas
6.8 Círculo: Mascarando o Sofrimento
6.9 Círculo: Compreendendo o Trauma
6.10 Círculo: Testemunhando Violência
6.11 Círculo: Raízes da Violência Juvenil
6.12 Círculo: O Impacto das Hierarquias Sociais sobre Mim
6.13 Círculo da Opressão e Privilégio: Falando sobre Desigualdade Estrutural
6.14 Círculo: O que Sabemos a Respeito de Raça?
6.15 Círculo: Que Diferença Faz a Raça?
6.16 Círculo: Explorando Nossos Sentimentos a respeito de Raça
6.17 Círculo: Explorando o Privilégio Branco
6.18 Círculo: Explorando o Impacto da Desigualdade Social
6.19 Círculo: Pensando Sobre Gênero e Violência
6.20 Círculo: Pensando na Desigualdade de Gênero
6.21 Círculo: Pensando e Falando a respeito de NOSSOS Limites (para meninas)
6.22 Círculo: Assédio Sexual e Espectadores
6.23 Círculo: Amor e Casamento
6.24 Círculo: Quando Somos Diferentes ou Estamos em Conflito com a Sociedade

Módulo 7: Trabalhando Juntos Como Equipe de Trabalho
7.1 Círculo: Estabelecendo Diretrizes para a Equipe de Trabalho
7.2 Círculo de Reflexão Semanal para a Equipe de Trabalho
7.3 Círculo de Construção de Equipe de Trabalho
7.4 Círculo: Por Que Relacionamentos São Importantes nas Escolas
7.5 Círculo: Apoiando-nos Quando o Trabalho É Difícil
7.6 Círculo de Autocuidado
7.7 Círculo: Avaliação da Aula pelo Professor e Alunos
7.8 Círculo: Reunião de Pais e Mestres
7.9 Círculo: Como Estão as Crianças?
7.10 Círculo: Explorando Nossos Princípios Básicos
7.11 Círculo para Avaliar nosso Progresso no Avanço em Direção a uma Cultura Escolar Restaurativa
7.12 Círculo: O Desafio da Mudança

Módulo 8: Envolvendo os Pais e a Comunidade em Geral
8.1 Círculo para Pais: Apresentação do Processo Circular
8.2 Círculo para Pais: Construindo Apoio em Pequenos Grupos
8.3 Círculo para Pais: Feedback para a Escola
8.4 Círculo de Envolvimento Família-Escola
8.5 Círculo: Observando Nosso Próprio Relacionamento com a Escola
8.6 Círculo: Parceria Entre Comunidade e Escola
8.7 Círculo: Construindo Pontes para uma Nova Comunidade de Imigrantes
8.8 Círculo: PEI (Programa de Educação Individualizado)

Módulo 9: Círculos Liderados por Jovens e Entre Pares
9.1 Círculo: O que os Adultos Precisam Entender a Respeito de Nossas Vidas
9.2 Círculo: Criando a Visão de uma Vida Boa
9.3 Círculo: Grupos de Alunos Focando em Um Problema ou em Uma Política da Escola
9.4 Círculo: Explorando a Capacidade de Resposta Cultural na Escola

Módulo 10: Círculos de Apoio Intensivo
10.1 Círculo de Apoio Intensivo: Construindo Relacionamentos
10.2 Círculo de Apoio Intensivo: Mapa de Recursos
10.3 Círculo de Apoio Intensivo: Traçando um Plano
10.4 Círculo de Apoio Intensivo: Check-in
10.5 Círculo de Apoio Intensivo: Celebração
10.6 Círculo: O que Deu Certo em Sua Família?
10.7 Círculo para Identificar as Fontes de Apoio

PARTE III: USANDO OS CÍRCULOS QUANDO AS COISAS DÃO ERRADO

Disciplina Restaurativa

Módulo 11: Aprendendo a Disciplina Restaurativa
11.1 Círculo I: Entendendo a Estrutura da Justiça Restaurativa para Lidar com o Dano
11.2 Círculo II: Entendendo a Estrutura da Justiça Restaurativa para Lidar com o Dano
11.3 Círculo: O Que Vai Deixar as Coisas Bem?Usando a Disciplina Restaurativa em Círculo

Módulo 12: Disciplina Restaurativa e Círculos de Conflito
12.1 Modelo para um Círculo de Disciplina Restaurativa
12.2 Modelo para um Círculo de Conflito
12.3 Modelo para um Círculo de Silêncio como Resposta Imediata a um Conflito
12.4 Círculo em Sala de Aula para Responder a um Dano, sem Focar no Ofensor
12.5 Círculo de Acolhida na Volta de uma Suspensão
12.6 Círculo: A Turma que Arrasou o Professor Substituto

Módulo 13: Círculos Complexos e de Processos Múltiplos para Incidentes com Dano Sério
A importância da Preparação Antes do Círculo
Círculos de Acompanhamento
Círculos de Celebração
Processos de Múltiplos Círculos para Danos Sérios
O Uso de Círculos em Incidentes de Bullying
O Que é Bullying e o Que Não É
Sugestão de Círculos que Podem Ser Úteis em Caso de Bullying

© Os direitos autorais desse material foram adquiridos em conjunto pela Escola da AJURIS e pela
Associação Terre des hommes, bem como sua tradução foi promovida em projeto co-patrocinado pelas
Prefeituras de Porto Alegre e de Prefeitura de Caxias do Sul, e sujeitam-se às regras contratuais assumidas
quando da respectiva cessão de direitos, anexa por cópia.

V. PLANO DE COMUNICAÇÃO DIGITAL

O desenvolvimento do conjunto das atividades do Projeto será apoiado por um plano de Comunicação Social, baseado na utilização de um website, que servirá também como plataforma de interação e de aprendizagem virtual.

O plano de comunicação, a cargo da SOON Content – Nair Martinenko Comunicação Digital está apresentado em anexo ao presente.

VI. PLANO DE MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO

O programa contará com um acompanhamento alicerçado nos princípios neurocientíficos do comportamento e da aprendizagem, o qual será de responsabilidade do neurocientista Guilherme Marcos Nogueira.

Este processo de acompanhamento será em moldes de monitoramento junto a equipe de coordenação e capacitação do programa, ao longo de todas as etapas de implantação e desenvolvimento, onde serão disponibilizados recursos teórico/prático calcados em estudos neurocientíficos atualizados.

O plano de monitoramento tem como objetivo, gerar espaços de qualificação de conhecimento acerca dos princípios neurocientíficos do comportamento e da aprendizagem, visando novas formas de pensar e agir as estratégias operacionais de cada etapa do programa.

Como forma de qualificar os processos desenvolvidos em cada etapa e possibilitar a apresentação de evidências acerca do impacto e importância da implantação deste programa, será utilizado recurso de gestão por indicadores ao longo de todas as etapas.

A gestão por indicadores terá como método a aplicação de avaliação diagnóstica, com o objetivo de mapear o perfil do público alvo antes das intervenções, avaliação de desempenho, visando identificar e auxiliar necessidades ao longo do processo e, avaliação de impacto, de onde sairão indicadores que evidenciam os efeitos modulatórios decorrentes da implantação do programa.

O detalhamento do plano de monitoramento e avaliação está anexo ao presente.

VII. PLATAFORMA DIGITAL

A plataforma digital do projeto será desenvolvida pela empresa Big House Web, e contempla o planejamento, criação, desenvolvimento e publicação de uma plataforma digital com o objetivo de aumentar a visibilidade da iniciativa e permitir o engajamento dos stakeholders e participantes em cursos e conteúdos criados pelo projeto.

O projeto consiste na implementação de 4 subprojetos:

• Site institucional (apresentação e informações do projeto) • Fórum (ferramenta de colaboração)

• Moodle (E-learning, Download de materiais, Comunidades de Alunos da mesma turma)

• Área de conteúdos (BLOG)

Site institucional: Será desenvolvido utilizando o CMS WordPress, contando com um painel de administração completo com acesso protegido por senha criptografada. A interface será construída utilizando um layout inteiramente único criado exclusivamente para o projeto. Serão considerados aspectos de velocidade para garantir um bom carregamento mesmo em conexões mais lentas ou dispositivos móveis. A interface será responsiva, se adaptando ao tamanho da tela dos dispositivos de acesso. A plataforma também contará com um sistema completo de SEO para configuração e otimização das páginas.

Fórum Será criado um subdomínio (exemplo.seusite.com.br) onde será instalado um sistema de Fórum, permitindo que usuários se cadastrem para participar de discussões relevantes, interagir com outros usuários e propor tópicos na área da justiça restaurativa Será utilizado o plugin BBPress para viabilização das funcionalidades do Fórum e para maior agilidade será escolhido um theme para customização da aparência. Dessa forma o layout não será criado inteiramente do zero, porém será feita uma customização da interface para deixá-la alinhada à identidade visual do restante do projeto.

Moodle (E-learning, Download de materiais, Comunidades de Alunos da mesma turma) Consiste na criação de um subdominio (exemplo.seusite.com.br) onde será instalado e configurado um ambiente com o sistema Moodle para que para a publicação e cursos e conteúdos de acesso restrito para alunos. Os conteúdos da plataforma deverão ser inseridos pela equipe de gestão da AJURIS.

Área de Conteúdos (Blog) Será criado um ambiente para publicação de conteúdos e notícias por parte da equipe de comunicação do projeto. Nesse ambiente teremos uma atenção especial para aspectos de legibilidade, seo e velocidade, garantindo que o fluxo de consumo dos conteúdos seja agradável, rápido e otimizado para mecanismos de busca. O sistema de conteúdos terá suporte para categorias, tags e autores, permitindo que os visitantes filtrem e busquem as informações desejadas com rapidez e assertividade.

O detalhamento dos serviços abrangidos e cronograma de implementação da Plataforma Digital está anexo ao presente. A forma de implementação das funcionalidades projetadas poderá ser alterado em virtude da negociação com o fornecedor, já que o valor orçado ultrapassou a disponibilidade projetada no orçamento.

VIII – BANCO DE DADOS – GUIA RESTAURATIVA

Um banco de dados para registro das atividades práticas desenvolvidas pelas equipes em formação será construído e sua alimentação ocorrerá mediante a disponibilização de uma aba da Plataforma Digital. Esta aba dará acesso a um formulário Guia para Registro de Círculos, e servirá para controle da efetividade dos estágios práticos supervisionados, com vistas à certificação, e no seu conjunto darão visibilidade ao desempenho do conjunto dos facilitadores treinados e ao impacto da sua atuação nas respectivas comunidades. Esse serviço será desenvolvido pela contratada Go Ahead Informática, na conformidade da proposta em anexo.

IX – IMAGEM E MATERIAIS DE DIVULGAÇÃO

Por orientação verbal da contratante, a produção e custeio de materiais visuais e de divulgação, inclusive impressos, com exceção do relatório conclusivo do projeto e banners decorativos para eventos, que foram orçados pela contratada, ficarão a cargo da contratante, através da agência de publicidade / assessoria de comunicação contratadas para concentrar a comunicação do projeto como um todo, abrangendo:

  • Definição e produção do nome, marca e identidade visual do Projeto
  • Materiais de Divulgação (folderes, cartazes, posts) para divulgação dos Seminários Internacionais;
  • Folder explicativo do projeto e seus objetivos.
  • Cartaz institucional do Projeto.
  • Disponibilização de arquivos para aplicação na Plataforma Digital, nos Materiais Didáticos, Banners e outros materiais e recursos de comunicação.

A equipe da contratada estará disponível para colaborar na discussão e elaboração das peças e conteúdos.

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese
Pular para a barra de ferramentas